MARANHÃO NA TELA 10 ANOS

De 16 a 26 de agosto

Centro de Criatividade Odylo Costa, filho (Rua da Feira Praia Grande, 162 – Centro)

Centro Cultural Vale Maranhão (Avenida Henrique Leal [Rua Direita], 149, Praia Grande)

 

Realização: Mil Ciclos Filmes

Patrocínio: OI, TVN e Banco do Nordeste

Apoio cultural: Oi Futuro e Secretarias estaduais de Educação,
Ciência e Tecnologia

TODAS AS ATIVIDADES TÊM ACESSO GRATUITO

Assessoria de Imprensa: (98) 981791113

Centro de Criatividade

Odylo Costa, fiIho

Centro Cultural

Vale Maranhão

MARANHÃO NA TELA celebra dez anos com edição especial

 

O festival celebra sua primeira década em dez dias de programação, de 16 a 26 de agosto, no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho e no Centro Cultural Vale Maranhão, em São Luís, com a presença de dez cineastas brasileiros homenageados pelo evento

Sandra Kogut, Lírio Ferreira, Lúcia Murat, Rosemberg Filho, Bruno Sáfadi, Marcelo Gomes, Gabriel Mascaro, Cavi Borges, José Jofily e o maranhense Joaquim Haickel formam o grupo dos realizadores homenageados com presença confirmada na edição especial de dez anos do MARANHÃO NA TELA. Cada um deles terá três de seus filmes exibidos na programação.

Também têm presença confirmada alguns convidados especiais, entre os quais Júlio Machado (protagonista de Joaquim, de Marcelo Gomes), Jorge Itapuã Beira Mar (diretor), Carol Benjamim (produtora e roteirista), Patrícia Nidermeier (atriz), Christian Caselli (diretor e produtor), Nizo Neto (ator) e Clara Averbuck, que ministrará uma oficina de criação literária.

Como nos anos anteriores, o MARANHÃO NA TELA 10 ANOS exibe as tradicionais mostras do Panorama Doc Brasil, com quatro documentários; a Mostra Maranhão de Cinema, com mais de 50 filmes, a Animart, com centenas de animações de dezenas de países, além da etapa formativa, com oficinas e cursos sobre diversos ofícios ligados à arte cinematográfica, e o Cine Café. Os filmes dos homenageados serão exibidos no Cine Praia Grande e as demais mostras, no Teatro Alcione Nazaré. 

A realizadora do evento, Mavi Simão, assina a curadoria geral ao lado do jornalista e produtor Breno Lira Gomes. "São dez anos de atividade comemorados num excelente momento do nosso cinema e para participar dessa festa estamos reunindo grandes realizadores e filmes que fazem parte da história do MARANHÃO NA TELA", afirma Mavi Simão.

A identidade visual do festival é assinada pela designer Amanda Simões a partir da obra Tudo para Ti, criação do artista plástico maranhense Naldo Saori, criada especialmente para esse momento de celebração.

Exibição e formação

A Mostra Maranhão de Cinema, única categoria competitiva e destinada exclusivamente à produção cinematográfica local, reunirá 53 filmes, entre eles cinco longas, fora a categoria videoclipe, outra novidade dessa edição. O panorama de filmes locais se completa com uma curadoria de filmes de Joaquim Haickel, maranhense que integra o time dos dez homenageados.

“O Maranhão na Tela é muito importante, não só por mostrar os trabalhos realizados pelos nossos e por outros cineastas, mas principalmente por proporcionar a realização de cursos e oficinas que possam aperfeiçoar o aprendizado das novas gerações”, afirma Haickel.

O festival, referência no cinema estadual, teve sua primeira edição em 2007 e é pioneiro no Maranhão a incluir oficinas de capacitação nesse tipo de evento. Neste ano essa maratona está sendo realizada em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia, por meio do IEMA – Instituto de Educação do Maranhão, que certificará todas as oficinas.

O MARANHÃO NA TELA 10 ANOS é uma realização da Mil Ciclos Filmes,com patrocínio da OI e da TVN, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, e do Banco do Nordeste, pela Lei Rouanet. O festival tem apoio cultural do Instituto Oi Futuro e das secretarias estaduais de Educação e de Ciência e Tecnologia.

 

Sobre O Oi Futuro

O Oi Futuro promove, apoia e desenvolve ações inovadoras e colaborativas para melhorar a vida das pessoas e da sociedade. Com a atuação nas frentes de Educação, Cultura, Inovação Social e Esporte, o instituto acelera iniciativas que potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo, fomentam experimentações de inovação e estimulam conexões. 

 

Na Educação, o Oi Futuro investe em modelos inovadores para inspirar novas formas de aprender e ensinar com o NAVE (Núcleo Avançado em Educação), que forma jovens para as economias digital e criativa, com foco na produção de games, aplicativos e produtos audiovisuais. O programa, desenvolvido em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do Rio de Janeiro e Pernambuco, oferece ensino médio integrado. Além de obter formação voltada para a indústria criativa e digital, os estudantes do NAVE são incentivados a desenvolver o espírito empreendedor e a estabelecer suas primeiras conexões profissionais, por meio de projetos e eventos de integração com o mercado de inovação.

 

Na área Cultural, o instituto atua como um catalisador criativo, impulsionando pessoas através das artes, estimulando a produção colaborativa e promovendo o acesso à cultura na era digital. O Oi Futuro mantém um centro cultural no Rio de Janeiro, com uma programação que valoriza a produção de vanguarda e a convergência entre arte contemporânea e tecnologia, além da gestão do Museu das Telecomunicações e de sua Reserva Técnica, pioneiro no uso da interatividade no Brasil. Também no Rio, o Oi Futuro mantém a Oi Kabum!, escola de arte e tecnologia onde está abrigado o Lab.IU, Laboratório de Intervenção Urbana. O Instituto também realiza o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que seleciona projetos em todas as regiões do país por meio de edital público.

 

Na Inovação Social, o Oi Futuro viabiliza projetos empreendedores inovadores que trazem propostas para solucionar desafios atuais das cidades, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade. O Oi Futuro também aposta em projetos esportivos que conectem pessoas e promovam a inclusão e a cidadania.